14/03/2017

Évora | Portugal : a cidade (e região) no museu


O Museu de Évora, criado por decreto-lei de 1 de Março de 1915, está instalado no Paço Episcopal, na parte mais alta da cidade, entre a Catedral e o Templo Romano. Sondagens arqueológicas mostraram que sob os seus alicerces se situava parte do pavimento romano, algumas habitações do período islâmico, e uma zona de sepulturas medievais.


A sala do retábulo flamengo é o exlibris do museu


O espólio do museu resulta da transferência das colecções da Biblioteca Pública, a que se juntam peças que provenientes da extinção das Ordens Religiosas e da expropriação de bens do Cabido. De destacar o retábulo flamengo do altar-mor da Sé, o tríptico do Conventinho de Valverde, e ainda as colecções de ourivesaria, paramentaria e mobiliário.

Outro núcleo importante é constituído por escultura arquitetónica e tumulária dos séculos XIV a XVI, proveniente dos conventos e edifícios históricos demolidos na cidade nos finais do século XIX e princípios do século XX. Complementam os núcleos principais do museu as colecções de arqueologia, particularmente o espólio de escultura romana e os materiais resultantes das escavações em monumentos megalíticos dos arredores da cidade.

A diversidade da colecção do Museu de Évora é representativa do longo percurso histórico da cidade e da região do Alentejo, recolhendo testemunhos desde o terceiro milénio antes de Cristo até ao século XXI.


** ** **

Espaço: Edifício quadrangular, reaberto em 2009 após profundas obras de requalificação, apresenta-se em três pisos (cave, piso térreo e primeiro andar), com inúmeras salas expositivas (colecção permanente e exibições temporárias), com aprazível claustro central
Morada: Largo Conde de Vila Flor | 7000-804 Évora | +351 266730480
Mais informações: www.museudevora.pt


0 comentários :